(61) 3344-4386 anauni@anauni.org.br

A Associação Nacional dos Advogados da União – ANAUNI, entidade de âmbito nacional que representa a carreira de Advogado da União, em face do recente atentado contra a vida do candidato à presidência, Jair Bolsonaro, vem publicamente lamentar o ocorrido e manifestar sua profunda preocupação com o momento de polarização política vivenciado no Brasil.

Numa democracia, as batalhas devem ser travadas no campo das ideias. A violência não é recurso válido dentro do debate democrático, e não deve ser empregada contra quem quer que seja, mesmo que partidário de ideologia distinta. No entanto, não foge à perspectiva que o Brasil vive um momento de intensa polarização política, em que partidários de ideologias diversas não se vêem mais apenas como pessoas que pensam de maneiras diferentes, mas como verdadeiros inimigos.

As redes sociais são o principal campo de combate, com propalação de discursos de ódio, notícias falsas, injúrias e calúnias. No entanto, nada impede que a polarização transborde as fronteiras da internet, culminando em violência física contra simpatizantes, militantes, políticos e candidatos: como o foi com o assassinato da vereadora Marielle Franco, em março deste ano, e o é agora com o candidato Jair Bolsonaro.

Como diria Ayres Britto, “a democracia não vence por nocaute, mas por pontos”. Atentados contra candidatos, como o ocorrido com Jair Bolsonaro, são atentados contra a própria democracia, por tentarem eliminar o debate que traz vida ao processo democrático, e não podem, nem devem, ser tolerados.

Nessa linha, refirmando a gravidade do fato em pauta, deve-se exaltar a importância de respeito a pilares básicos previstos na Constituição Federal, especialmente: vida, dignidade da pessoa humana, liberdade de expressão e a defesa da democracia.

Nessa perspectiva, a ANAUNI reitera seu desejo de harmonia no pleito, já expresso na sua Carta aos Presidenciáveis*, esperando que pela via do debate, e não pela violência, os cidadãos possam alcançar a melhor compreensão possível acerca dos ideais e respectivos programas de governo de cada candidato, de modo a legitimar, ao final, aquele que venha projetar os anseios da população.

*CLIQUE AQUI para ler na íntegra a Carta da Associação Nacional dos Advogados da União aos Presidenciáveis. 

Notícias relacionadas: