(61) 3344-4386 anauni@anauni.org.br

Foi realizado na tarde desta terça-feira (3), no Salão Negro da Câmara dos Deputados, o lançamento da Frente Parlamentar Mista em Defesa do Serviço Público. A ANAUNI esteve representada pelo Diretor de Atividades Legislativas, Tobias Morato Teixeira. Entre os parlamentares presentes, Erika Kokay (PT-DF), Alessandro Molon (PSB-RJ), Paulo Teixeira (PT-SP) e o senador Paulo Paim (PT-RS). A solenidade também contou com a participação do presidente do Fórum Nacional de Carreiras Típicas de Estado (Fonacate), Rudinei Marques; do Presidente do Sindicato dos Servidores do Poder Legislativo Federal e do Tribunal de Contas da União (Sindilegis), Petrus Elesbão.

Coordenada pelo deputado Professor Israel Batista (PV-DF), a Frente é composta por 235 deputados federais e seis senadores, , com representantes de 23 partidos. É uma entidade associativa que defende interesses comuns, constituída por representantes de todas as correntes de opinião política do Congresso Nacional que tem como objetivo estimular a discussão sobre o serviço público no Brasil. A Frente assume o compromisso de realização de debates, simpósios, seminários e outros eventos para o aperfeiçoamento do serviço público. Também é finalidade da Frente, o intercâmbio com instituições semelhantes e parlamentos de outros países, visando o aperfeiçoamento recíproco dos respectivos serviços públicos.

Segundo o Diretor da ANAUNI, “no atual momento político do país em que os servidores públicos são constantemente ameaçados da perda de seus direitos, é fundamental a articulação e a união das diversas categorias do serviço público. A Frente Parlamentar em Defesa do Serviço Público demonstra a força e a capacidade de resistência das carreiras típicas de Estado, que prestam um serviço de excelência ao país e precisam ser reconhecidas como imprescindíveis para o correto e eficiente funcionamento da máquina pública. Assim, com a participação de dezenas de entidades representativas das mais diversas categorias, a Frente Parlamentar lançada demonstrou a força e a disposição dos servidores públicos para defender os seus direitos e, portanto, para defender o Estado Brasileiro”, declarou Tobias.